sábado, 9 de novembro de 2019

Scorpions e Berliner Philharmoniker - "Wind Of Change"(Ventos da Mudança)



QUEDA DO "MURO DE BERLIM" COMPLETA 30 ANOS


INTRODUÇÃO

Com o fim da Segunda Guerra Mundial,(em 1945)dois grandes países do mundo ficaram dominando politicamente grande parte da Europa. De um lado a URSS ou União Soviética, de tendência Comunista-Socialista,que hoje se sabe serem regimes de Esquerda.E de outro lado os EUA(Estados Unidos da América), país notadamente Capitalista de tendência de Direita.

Obviamente que a Alemanha foi dividida em duas. Ficaram com os nomes de República Democrática Alemã e a República Federal da Alemanha. Como tinham influências diferentes e dominações políticas também diferentes, surgiu a ideia da construção do Muro. Obviamente que o muro não dividia os países,mas a grande capital Berlim da outra Capital (Bonn da área Oriental) ,numa extensão de mais ou menos 40 quiômetros.

Em outras palavras: O muro de Berlim foi uma barreira física construída pela República Democrática Alemã (Oriental, a dita Comunista) durante a Guerra Fria, e esse muro circundava toda a Berlim Ocidental, separando-a da parte agora da Capital da Alemanha Oriental, incluindo Berlim Oriental.Esse muro foi inaugurado em 1961. 

E foi essa mudança de atitude dos Governantes, influenciados pelas  politicas internacionais dos dois países dominantes (EUA e URRS) que acabou com a chamada "Cortina de Ferro".Tessalte-se que houve uma diplomacia feita pelo Papa João Paulo II nessa "mudança" de atitude dos Governantes.

A partir de 1989, muitos países, que ainda viviam na dependência do Comunismo, imposto pela antiga União Soviética,ficaram independentes,tais como a  Letônia, a Ucrânia, a Lituânia etc. Foram estes "Ventos da Mudança" da politica da região que inspiraram os "Scorpions" (conjunto musical alemão famoso) a fazer uma música exatamente com esse nome,no caso com título em inglês (Wind of Change)*

Na verdade o chamado "Muro de Berlim (Berliner mauer, em alemão) foi o maior símbolo da "Guerra Fria" mesmo. 

Construído na forma de um cerco que envolvia toda a parte ocidental da capital alemã, o muro de Berlim não apenas dividiu a cidade, passando a existir duas cidades e a ter dois nomes (Bonn,que passou a ser a Capital da Alemanha Oriental) e a parte leste continuando com o nome original de Berlim, e Capital da área Ocidental. 
Esse Muro de Berlim também se tornou o ícone da divisão ideológica em dois blocos políticos antagônicos: o bloco ocidental, liderado pelos Estados Unidos, e o bloco oriental (soviético), liderado pela URSS.
Esta URSS, que era a União das Repúblicas Socialistas Soviéticas,com seu Comunismo de Esquerda, dominava vários países até então. Inclusive a região da Iuguslávia,(do Marechal Josip Broz Titto) que dois anos depois(1991) começaria a se desintegrar também e se dividir em mais 7 outros paises entre estes a Sérvia,a Croácia, a Macedônia, Montenegro,Bósnia-Herzegovina,Eslovênia e outros . 
-Mas isso é uma outra história.
A CONSTRUÇÃO DO MURO 
Desde o fim da 2ª Guerra Mundial ,ocidentais e soviéticos passaram a delimitar o território europeu em “zonas de influência”. Como a Alemanha havia sido libertada do jugo nazista do Hitler( de Direita) tanto por membros do que seria o “bloco ocidental” (isto é, EUA e Reino Unido, sobretudo) quanto por soviéticos, o território do país foi dividido, criando-se dois novos países: a República Democrática Alemã, pertencente à zona de influência soviética, e a República Federal da Alemanha, que ficou sob a zona de influência ocidental.
A decisão de erguer o muro partiu dos então líderes da URSS (União das Repúblicas Socialistas Soviéticas) Nikita Krushev; e líder e da Alemanha Oriental ou, como dissemos da República Democrática Alemã(Alemanha Oriental- DDR) Walter Ulbricht. O objetivo dos dois líderes era isolar Berlim Oriental a fim de que não houvesse mais contato entre as duas realidades. Contudo, como dito, Berlim ficava na parte oriental. Então, com o muro erguido, a única forma de acesso à parte ocidental da cidade ficou sendo a aérea, por meio do aeroporto.
O muro foi começou a ser erguido e inaugurado no ano de 1961,como dissemos linhas atrás,mais precisamente na madrugada de 12 para 13 de agosto daquele ano, quando soldados da Alemanha Oriental começaram a divisão entre os dois lados da cidade utilizando estacas e arame farpado. Dois anos depois, toda a sua estrutura já estava pronta, incluindo as guaritas espalhadas por vários pontos, que passaram a ser ocupadas com soldados alemães fortemente armados, com ordem de metralhar quem tentasse transpor as fronteiras do muro. Quem quisesse passar de um lado para outro tinha de ter autorização. Se não a tivesse, poderiam ser fuzilados por esses soldados alemães orientais. Muitos arricaram a pular o tal muro.E muitos morreram nessa "empreitada".
O problema é que a capital, Berlim, ficava na parte oriental, portanto, sob a zona soviética; mas sendo capital, uma parte dela também deveria pertencer aos ocidentais, ao bloco dito “capitalista”, e assim foi feito. Todavia, isso gerou uma ameça para os soviéticos, pois, apesar da divisão, havia um trânsito muito grande de pessoas de um lado para o outro da cidade. Consequentemente, os valores e benesses do “Mundo Capitalista”, como liberdade de consumo e de expressão, acesso a produtos industriais e culturais, etc., acabavam por “contaminar” o enrijecido padrão de vida imposto pelo comunismo soviético no lado oriental da cidade.Até hoje existe uma espécie de diferencia social  entre os moradores da região antes dita oriental e os da região ocidental,pois essa cresceu e enriqueceu mais,por ser um País de tendência capitalista por natureza e cuja industrialização foi influenciada pelos EUA. Até hoje os habitantes da área Oriental são de condições financeiras mais desfavoráveis,com desemprego e outros problemas de ordem,econômica, social e cultural.
A QUEDA DO MURO: 
A partir da segunda metade da década de 1980, a URSS passou a sofrer um colapso em seu modelo político-econômico. As reformas sugeridas pelo então líder da União Soviética  Mikhail Gorbachev, que ficaram  conhecidas como Perestroika e Glasnost, a partir de 1986, não tiveram êxito em seu objetivo, que era tornar mais flexível a economia soviética sem, contudo, abandonar o comunismo e o modelo de controle estatal da economia e das relações sociais.As medidas de Gorbachev, resultando em fracasso, acabaram por estimular uma progressiva e rápida fragmentação da União Soviética. Muitas nações atreladas ao poder central de Moscou (capital da Rússia e centro do poder soviético) desde os anos 1920 aproveitaram tal ocasião para romper com a URSS. E muitas ficaram independentes. Dessa ruptura, foi formada a CEI – Comunidade dos Estados Independentes.
O reflexo da queda desse dito “império soviético”,restando desse apenas a Rússia, atingiu também suas zonas de influência, inclusive a Alemanha Oriental. Em 1989, pressões e muitos protestos começaram a ser realizados pela população alemã como um todo a fim de que fosse feita a reunificação do país. 
Em 9 de novembro de 1989, cidadãos das duas partes de Berlim, munidos de machados, martelos, marretas e outras ferramentas pesadas, puseram abaixo várias partes do longo muro que dividia a cidade em um gesto que clamava por liberdade e que enterrava, simbolicamente, a já agonizante Guerra Fria. 
No ano seguinte,1990, houve a reunificação do país,ficando uma só Alemanha,a  chamada Alemanha Ocidental com a capital em BERLIM. Como é até hoje.

* Ver vídeo da música citada, acima .
..........................................................................
Compilação e texto de A.L.G.
09/11/2019