terça-feira, 28 de janeiro de 2020

JORNALISIMO DA TV EM GOIÁS É BOM PARA CACHORRO !


Como sou muito interessado em ver noticiários televisivos e atualmente estou tendo muito tempo para isso, diariamente, nos horários de almoço,especialmente,fico assistindo a TV. E com o controle remoto na mão,acompanho todos os noticiários do meio dia. Vejo quase todos simultaneamente. Sou curioso por notícias.
Assim, vejo sempre os Canais 02,04,09,11, e 13, principalmente. Contudo, não há muita diferença das notícias de um e de outro, pois parece que a pauta dos jornalistas das TVs de Goiânia são praticamente as mesmas: Ruas esburacadas, lixo nas ruas; problemas de árvores caídas na época das chuvas; bairros sem asfalto; falta de médicos nos cais, e, impreterivelmente, notícias sobre cachorros desaparecidos. 
-Como esse povo gosta de cachorros! 
Tem em todos os Canais, todos os dias o espaço destinado aos cães sumidos, roubados e encontrados. Em algumas TVs esse é o "Momento Pet" (Hora dos Bichos ?),como dizem.
É um verdadeiro horário dos cachorros na TV, o horário dos telejornais goianos. Seria falta de assunto ou porque o povo quer ver mesmo estes cães  e notícias sobre eles,na TV?
Nada tenho contra os cachorros. Até já lati um dia, imitando um destes bichos, para espantar ladrões e economizar cachorro,que eu não tinha em casa. Nunca tive.
A coisa estava feia lá em casa nesta época. Só que agora se vê que as pessoas estão dando um exagerado valor aos cães. Tem gente que chora quando seu cachorrinho é roubado ou quando ele desaparece. E faz pedidos emocionados para que achem seus cãezinhos desaparecidos. E a TV dá muito espaço a estas pessoas e seus cachorros. 
A TV,aliás, passou a ser uma vitrine dos cachorros. Tem cachorro de todas as raças e para todos os gostos. 
E esses cães estão sendo roubados mesmo, todos os dias. Então, a partir da hora em que se passou a dar um valor comercial aos bichos, que antes eles não tinham, surgiram os ladrões, pois há um comércio paralelo de compra de cachorros roubados. Goiânia está cheia de ladrões! Ladrões de tudo. E de cachorros também, claro!
Tem muita gente criando cachorros como se estes fossem seus filhos.E muitas casas tendo cachorros de raça, com valor comercial.
Com isso, aumentou muito atualmente, as notícias de cães desparecidos, roubados etc. Tem ladrão até fazendo extorsão, utilizando o cachorro roubado como moeda de troca.
Há notícias até de recompensas para quem encontrar cachorros roubados e desaparecidos. Já pensei até em montar uma microempresa para poder encontrar cachorros e entregar aos donos, mediante uma pequena recompensa. Esta minha "firminha",(ME) com CNPJ e tudo mais, se chamaria "Dog Rescue", pois agora tudo tem de ser em inglês por aqui por Goiânia, senão não faz sucesso.
Fora disso, estou emitindo esta minha opinião, porque fico admirado com o excesso de espaço que todas os canais de TV de Goiânia estão dando aos cachorros. Principalmente nos telejornais. 
-É um jornalismo bom para cachorros, eu diria.
E de tanto ver a TV Anhanguera, A Serra Dourada, A Record,a TV Goiânia e até a TBC, mostrando estas reportagens com cachorros, resolvi escrever esta Crônica.
Estou até pensando e desejando vir a ser um cachorro na próxima encarnação(se é que existe isso),pois os cães estão sendo melhor tratados por aqui do que os seres humanos. Tem madame vestindo seus cães,levando-os pra tosa,banho e vacinas nas Clínicas Veterinárias. 
E já tem até hospital e hotel "chic" para cachorros. 
-Para que mais? 
Eu iria viver numa boa. Iria ter uma vida de Rei e ainda no colo das crianças,brincando e comendo ração balanceada.
-"Mordomias"que não tenho . 
Espero que os cães não fiquem com raiva de mim. Nem seus donos. E nem os jornalistas televisivos de Goiânia, claro!
Afinal de contas, os cachorros agora estão com tudo aqui em Goiânia. Principalmente nos Canais de TV de nossa Capital.
Saudações caninas: 
AU, AU, AU !
.....................................
Autor : A.L.G.  
Reedição 28/01/2020.
Texto também publicado no DIÁRIO DA MANHÃ, Jornal de circulação diária de Goiânia,GO,em 2017.

Nenhum comentário:

Postar um comentário