quinta-feira, 19 de novembro de 2020

RETIREM A ESTÁTUA DO BANDEIRANTE DO CENTRO DE GOIÂNIA,GO.




                             Estátua do Bandeirantes- Centro de
                            Goiânia, Capital do Estado de Goiás.

Dias atrás, em suas chamadas da propaganda Eleitoral, a candidata a Prefeita de Goiânia, de nome Manu Jacob (Psol), falava em retirar a Estátua do "Bandeirante" (foto acima) do local em que se encontra, na confluência das Avenidas Goiás com a Avenida Anhanguera, no centro de Goiânia, Capital de Goiás. 

E como quem é de fora de Goiás não conhece muito a história deste nosso Estado e da nossa Capital (onde moro), eu vou aqui desenvolver esse assunto de maneira prática e histórica e sem nenhuma tendência de bairrismo ou religião ,já que envolve os dois temas.

Há 12 anos atrás também teve um vereador aqui de Goiânia que chegou a propor um Projeto de Lei na Câmara Municipal daqui, com o objetivo de retirar esta mesma estátua do Bandeirante. Mas o motivo dele não era apenas por ser o Bandeirante um Paulista que nada fez por Goiânia. No caso do Vereador, ele queria colocar a estátua de um famoso arquiteto, de nome Atílio Correa de Lima que, praticamente, foi quem desenhou o mapa da Capital em ruas e bairros, no seu inicio. Mas esse projeto de mudar a estátua não foi adiante. Não foi aprovado.

Como este pastor e vereador, de nome Rosemberg, era também ligado à Igreja Universal do Reino do Edir Macedo (pois para mim não é de Deus), ele alegava também (falou isso na TV) que o Bandeirantes ( o da estátua) , conhecido como "O Anhanguera" tinha vínculos diabólicos.   Explico isso: "Anhanguera" em tupi-guarani significa "Diabo Velho". E o pastor-vereador achava que não podia ficar na Praça, bem no centro da cidade, esta estátua do Bandeirantes. Para o vereador, qualquer coisa que tivesse conotação diabólica, como seria esse "Anhanguera", seria prejudicial à cidade.

Para quem não sabe, estes bandeirantes eram os tais aventureiros que vinham a cavalo nas "Entradas e Bandeiras" paulistas. Entraram pelo interior do Brasil e chegaram principalmente em Goiás e Minas Gerais. Principalmente a "Bandeira" do Bartolomeu Bueno da Silva cujo filho ,de nome homônimo, seria o fundador da Cidade de Goiás, a velha Capital. Isso lá pelos idos de 1827.

A verdade é que, apesar de terem vindo como desbravadores e aventureiros em busca de ouro e prata, estes bandeirantes enganaram os índios da região. Viram enfeites de ouro nas vestes da índias. Então lhes ameaçaram e tomaram o ouro. E também estupraram muitas das índias que viviam na região. Isso não é motivo de nenhum orgulho para os goianos. E por isso, não tem sentido ter uma estátua grande, em bronze, no centro da cidade, homenageando esse Bandeirante. A verdade é que estes "desbravadores" cometeram várias atrocidades. Coisas que muitos livros de história não contam. 

Em determinada ocasião, para amedrontar mais ainda os índios, um destes bandeirantes paulista pegou um daqueles pratos grandes de peneirar o ouro (bateia) colocou nele aguardente(pinga ,cachaça), que os índios não conheciam muito. E disse para eles que aquilo era água do rio e que, se os índios não lhes entregassem o ouro que tinham, eles iriam pôr fogo nos rios. Os índios acreditaram. Então acharam também que esse bandeirante ameaçador tinha poderes sobrenaturais. E assim, o denominaram de O Anhanguera, que na linguagem deles, significava "Diabo Velho". Esse é o Bandeirante cuja estátua ainda está na Praça do Bandeirante, em Goiânia. Observem que ele tem um prato de um lado(mão esquerda) e um bacamarte do outro(mão direita). Além de uma espada na cintura. 

Dizem alguns historiadores (provavelmente paulistas) que estas "Entradas e Bandeiras" foram úteis para a colonização da região, e que fundaram algumas cidades pelo interior de Minas Gerais e de Goiás. Entre eles, os mais conhecidos foram Borba Gato e o Fernão Dias Paes Leme. Mas, para os Goianos ,o que ficou mais conhecido mesmo foi  este Anhanguera ,ou Bartolomeu Bueno da Silva.

Para mim, que conheço parte da História de Goiás (fui professor de História do Brasil e Geral) e moro em Goiânia há mais de 40 anos, acho mesmo que não tem  mais sentido esta estátua do Bandeirante na Praça, como se ele fosse um herói para os goianos. E não foi mesmo. 

Portanto, nada mais justo do que tirarem do centro de Goiânia esta estátua do Bandeirante paulista da Praça ,pois ele não orgulha ninguém daqui. Nem mesmo eu que não sou goiano, mas que adotei esta Capital como minha cidade há muitos anos. 

Na minha opinião, quem deveria estar representado com uma estátua no lugar onde fica a estátua do Bandeirante, deveria ser o Dr. Pedro Ludovico Teixeira, que foi o fundador da cidade de Goiânia. Até já existe uma estátua dele, montado num cavalo. Só que esta fica num canto, meio escondido, lá na Praça Cívica. Com a palavra os senhores vereadores eleitos agora por Goiânia, que poderiam fazer um projeto de lei e este ser materializado, no sentido de tirar este Bandeirantes da Praça, e no lugar dela colocar a estátua do Dr. Pedro Ludovico Teixeira.  Este sim merece a homenagem de todos os goianos  principalmente, dos goianienses.

                            A história e os homens de bem de hoje, precisam fazer justiça, resgatar a verdade dos fatos e dar mérito a quem merece, colocando no lugar do Bandeirantes a estátua do Fundador da Cidade de Goiânia, Capital do Estado de Goiás(foto abaixo).

A dica está dada.

                             Estátua do Dr. Pedro Ludovico 
                             Teixeira-Fundador de Goiânia.

.........................................

Goiânia GO, 19 de novembro de 2020. 

Texto original de Antonio Luiz Gomes.



Nenhum comentário:

Postar um comentário